domingo, 25 de março de 2012

Passamos por aqui , On a passe par ici ....

Crédit de la photo à Pierre Passot 
Marseille compte 852 395 habitant,(mai 2010)   le Vieux Port est depuis 26 siècles au cœur de la vie marseillaise et Mythe entre les mythes. 

Marseille possui  852 395 habitantes,(dados de maio 2010) O Velho Porto é depois de 26 séculos o coraçao da vida Marseillesa e mito entre os mitos.

Crédit de la photo à Pierre Passot  
Crédit de la photo à Pierre Passot  










Une extraordinaire connaissance de ce pays merveilleux peu commence par Le Vieux Port qui est le berceau de l'histoire de Marseille.
Um extraordinario conhecimento deste pais maravilhoso pode ser feito atraves do  Velho Porto de Marseille.

terça-feira, 13 de março de 2012

Um pé de Haicai.


Poucos já ouviram falar de publicações de livros de haicais, mas o gênero é bastante reverenciado no Brasil. Curitiba e São Paulo são, inclusive, dois pólos importantes desta prática poética e pelo Brasil a fora se espalham por bibliotecas de poetas e curiosos leitores deste gênero.
O haicai chegou ao Brasil na primeira década do século XX, em 1908, o Navio Japonês, Kasato Maru, trazia para nossas terras os imigrantes japoneses e, entre eles, o haijin (poeta que escreve haicai) Shuhey Uetsuka (1876-1935) que escreveu o seguinte haicai, quando avistou o Brasil:

“Karetaki o
miagete tsukinu
iminsen


A nau imigrante chegando:
vê-se lá no alto
a cascata seca.

O Kasato Maru, em 1908 trouxe, junto com os imigrantes japoneses
a semente do haicai, através do poeta Shohey Uetsuka.
(Tradução: Massuda Goga)”

Inspirado por tão bela história, decidi “criar”, no jardim de minha casa, em Cabo Frio, o primeiro “Pé de Haicai” que se tem notícia, com o objetivo único de divulgar publicações sobre este tipo de poesia, para, assim, inspirar quem queira fomentar suas bibliotecas com livros raros. Clique Aqui para ver o filme.

domingo, 11 de março de 2012

Um Haiga para SôniaMar!


Fiz este haiga dedicado à minha querida irmã SoniaMar. Abaixo acrescento uma bela definição desta forma de arte que mistura literatura e imagem mas que no japão é apreciado também, como artes plásticas. Obrigado a todos (jiddu).


Uma definição de Haiga, por Rosa Clement.
Haiga e haiku são palavras de origem japonesa que andam sempre juntas e pertencem ao vocabulário dos escritores de haiku, ou haicai em português. Em sua definição mais simples e tradicional, haiga é uma pintura genuinamente japonesa, complementada por um haicai e uma caligrafia (caracteres em japonês, geralmente omitidos em haigas ocidentais). Hai significa poema e ga,pintura. Segundo os estudiosos, a haiga tem uma origem obscura mas há registros de que, no século XVII, já era usada para decorar painéis, álbuns, telas e leques. Por sua vez, o haicai é um poema de apenas três versos, com um curto número de sílabas e que remete o leitor a cenas da natureza. Acompanhado de uma pintura ou desenho gráfico, no entanto, o haicai pode mostrar mais claramente a instantaneidade do momento, suas sensações e suas essências. Com o advento do computador, a haiga se modernizou e hoje pode incluir arte digital ou fotografia, mas sempre fazendo par com um haicai.


Une définition de Haiga par Clément Rose.

Haiga et le haïku sont des mots japonais qui vont toujours ensemble et appartiennent au vocabulaire des écrivains de haïku, ou haïku en portugais. Dans sa définition la plus simple, haiga traditionnelle est une peinture d'origine japonaise, complétés par un haïku et de la calligraphie (caractères japonais, généralement omis dans haigas occidentaux). Ga Hai signifie poème et la peinture.

Selon les spécialistes, le haiga a une origine obscure, mais il ya des dossiers qui, au XVIIe siècle elle a été utilisée pour décorer les panneaux, des albums, des écrans et des ventilateurs. À son tour, le haïku est un poème de seulement trois versets, avec un numéro court de syllabes et renvoie le lecteur à des scènes de la nature. Accompagné par un design peinture ou graphique, cependant, le haïku peut montrer plus clairement l'immédiateté de l'instant, leurs sentiments et leurs essences. Avec l'avènement de l'ordinateur, haiga a été modernisée et maintenant peut comprendre l'art numérique ou la photographie, mais toujours associé à un haïku.
(Rosa Clement)

sábado, 10 de março de 2012

Bibliothèque ICE BOOK au Restaurant Curitiba Ligth

Uma Biblioteca incrivel !!!!!!!
Em Curitiba, no bairro do Uberaba, um restaunte super charmoso, descobrimos este cantinho cheio de encantos ....e estorias ....

Curitiba, le quartier Uberaba, , on a découvert ce petit coin qui passe une message ..,  une Bibliothèque incroyable , dans un restaurant pleins des charme.

quinta-feira, 8 de março de 2012

Brasileiro do século – O Homem Livro.


Uma das grandes surpresas que tive ao longo de minha vida, foi quando, em 2007 assisti extasiado ao curta metragem “O Homem Livro”; um filme dirigido por Anna Azevedo, um ano antes, que conta a trajetória do bibliotecário Evandro dos Santos que, num gesto de ousadia, conseguiu reunir em sua casa 42 mil livros.
A notícia sobre Evandro e sua biblioteca espalhou-se pelo Brasil fazendo com que ele virasse manchete no mundo inteiro. Recebeu convites para falar em feiras de livros e bienais, inclusive, ganhando do próprio arquiteto Oscar Niemayer uma sede própria para seus livros.  Sua paixão pela leitura e sua dedicação a estimular crianças e jovens a conhecer a literatura brasileira e os espaços bibliotecários, deu a ele um lugar inspirador e o torna, sem qualquer sombra de dúvida, um dos grandes brasileiros deste primeiro quarto de século XXI.
Evandro hoje tem sua própria biblioteca
pública.
O Brasil vem aos trancos e barrancos, melhorado no ranking mundial da educação mas ainda amarga a triste realidade de ter uma das populações jovens que menos lê no mundo e, contraditoriamente, produz uma literatura bastante respeitada no exterior.  A notícia boa é que a criatividade e o modo de enfrentar a realidade, faz dos brasileiros um dos povos mais criativos do planeta e Evandro é um exemplo claro disso. Um homem de origem humilde, pedreiro, e que fez de sua casa um paraíso para a leitura.
Evandro me fez lembrar meu pai, o Sr. Hilário Nery Saldanha, que também amava os livros e guardava, num cantinho da casa de piso de chão, em Curitiba, nos anos 70, uma caixinha de livros que ele dizia ser o “espaço mais sagrado da casa”. Quando a enchente ia ceifar nossos parcos objetos, a primeira coisa que ele ordenava que fosse salvo era o pequeno engradado de livros que sobreviveu anos com alguns poucos exemplares que incluíram autores como Dostoievski, Machado de Assis, Pablo Neruda e Vinícius de Morais.
Fachada da biblioteca comunitária
obra criada por Oscar Niemeyer
Desde 2006, quando o filme sobre Evandro foi feito, até hoje, é possível acompanhar pela internet a trajetória do “HOMEM LIVRO”, personagem deste grande brasileiro, Evandro de Souza, que agora faz parte da história recente e sem dúvida traz uma ótima contribuição para ajudar a fomentar bibliotecas e inspirar novos leitores para o Brasil da era digital.
Veja referências sobre o filme "O Homem Livro" vale a pena tê-lo como acervo para a sua biblioteca!

(Por Jiddu Saldanha)

Conheça Evandro neste Vídeo:

domingo, 4 de março de 2012

A Biblioteca da Camara, Pedro Aleixo.


A Biblioteca da Camara,  Pedro Aleixo integra o Centro de Documentação e Informação possuindo um acervo que se aproxima de 200.000 volumes, situando-a entre as maiores de Brasília e do próprio País.
A principal função da Biblioteca é subsidiar as atividades legislativas e parlamentares dos membros da Câmara dos Deputados e do Congresso Nacional e as atividades administrativas de seus servidores, o que requer indispensável presteza no atendimento.
É depositária das publicações editadas pela Câmara dos Deputados, bem como das publicações da Organização das Nações Unidas - ONU e suas agências.
Possui rico e valioso acervo de obras raras, totalizando aproximadamente 4700 volumes.

Biblioteca Academica Luiz Viana Filho - Biblioteca do Senado