quinta-feira, 8 de março de 2012

Brasileiro do século – O Homem Livro.


Uma das grandes surpresas que tive ao longo de minha vida, foi quando, em 2007 assisti extasiado ao curta metragem “O Homem Livro”; um filme dirigido por Anna Azevedo, um ano antes, que conta a trajetória do bibliotecário Evandro dos Santos que, num gesto de ousadia, conseguiu reunir em sua casa 42 mil livros.
A notícia sobre Evandro e sua biblioteca espalhou-se pelo Brasil fazendo com que ele virasse manchete no mundo inteiro. Recebeu convites para falar em feiras de livros e bienais, inclusive, ganhando do próprio arquiteto Oscar Niemayer uma sede própria para seus livros.  Sua paixão pela leitura e sua dedicação a estimular crianças e jovens a conhecer a literatura brasileira e os espaços bibliotecários, deu a ele um lugar inspirador e o torna, sem qualquer sombra de dúvida, um dos grandes brasileiros deste primeiro quarto de século XXI.
Evandro hoje tem sua própria biblioteca
pública.
O Brasil vem aos trancos e barrancos, melhorado no ranking mundial da educação mas ainda amarga a triste realidade de ter uma das populações jovens que menos lê no mundo e, contraditoriamente, produz uma literatura bastante respeitada no exterior.  A notícia boa é que a criatividade e o modo de enfrentar a realidade, faz dos brasileiros um dos povos mais criativos do planeta e Evandro é um exemplo claro disso. Um homem de origem humilde, pedreiro, e que fez de sua casa um paraíso para a leitura.
Evandro me fez lembrar meu pai, o Sr. Hilário Nery Saldanha, que também amava os livros e guardava, num cantinho da casa de piso de chão, em Curitiba, nos anos 70, uma caixinha de livros que ele dizia ser o “espaço mais sagrado da casa”. Quando a enchente ia ceifar nossos parcos objetos, a primeira coisa que ele ordenava que fosse salvo era o pequeno engradado de livros que sobreviveu anos com alguns poucos exemplares que incluíram autores como Dostoievski, Machado de Assis, Pablo Neruda e Vinícius de Morais.
Fachada da biblioteca comunitária
obra criada por Oscar Niemeyer
Desde 2006, quando o filme sobre Evandro foi feito, até hoje, é possível acompanhar pela internet a trajetória do “HOMEM LIVRO”, personagem deste grande brasileiro, Evandro de Souza, que agora faz parte da história recente e sem dúvida traz uma ótima contribuição para ajudar a fomentar bibliotecas e inspirar novos leitores para o Brasil da era digital.
Veja referências sobre o filme "O Homem Livro" vale a pena tê-lo como acervo para a sua biblioteca!

(Por Jiddu Saldanha)

Conheça Evandro neste Vídeo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário